C∙ADJUVANTE MINERAL

Óleo mineral emulsionável com alto grau de refino recomendado para aplicações em conjunto com produtos agroquímicos (inseticidas, acaricidas, fungicidas e herbicidas). A utilização de C∙ADJUVANTE MINERAL melhora a qualidade da aplicação e melhora a eficácia dos agroquímicos devido ao seguinte:

Composição

Óleo mineral:       83,31%       833,1g/L
Tensoativos:        7,0%           70g/L
Formulação:        EC                   –

MAIO 2019
YPF Brasil se reserva a todos os direitos de realizar modificações nos dados precedentes sem aviso prévio.
Consulta técnica 0800 70 30 990

Benefícios

Z

Diminuição da deriva da calda de pulverização devido ao maior peso das gotas ocasionado pela adição do produto.

Z

Aumento da uniformidade do tamanho das gotas, principalmente pela diminuição das gotas de menor tamanho.

Z

Diminuição da velocidade de evaporação das gotas pulverizadas e, portanto, aumentando o tempo de absorção na fase líquida.

Z

Diminuição da tensão superficial que facilita o efeito de molhamento da superfície tratada, proporcionando melhor eficiência no controle químico.

Z

Aumento da aderência das gotas com consequente menores perdas por escorrimento, especialmente em áreas de alta precipitação.

Z

Estabelecimento de uma superfície uniforme da calda de pulverização, o que assegura uma distribuição uniforme dos agroquímicos aplicados, especialmente em condições agroclimáticas adversas ou quando o alvo apresenta alguma propriedade de resistência.

Z

Dissolução da camada cerosa da cutícula com consequente maior penetração do agroquímico através das superfícies tratadas.

Z

Incremento do controle de insetos de difícil controle devidos a maior estabilização do pulverizado.

Embalagem

Frascos de 5L, bombonas de 20 L, tambores de 200 L e granel

Perigos para a saúde e segurança

De acordo com FISPQ. Solicite uma cópia a YPF

Especificações

ENSAIOS

Estado Físico: Líquido límpido (temperatura ambiente)
Cor: Transparente a amarelado
Odor: Característico

Viscosidade a 40ºC

Unidade: cSt
Método: ASTM D 445
C∙ADJUVANTE MINERAL: 11,30

Densidade

Unidade: g/ml
Método: ASTM D 4052
C∙ADJUVANTE MINERAL: 0,860

Resíduos não sulfonado

Unidade: %
Método: ASTM D 483
C∙ADJUVANTE MINERAL: 96,0 (min)

Carbono Aromáticos

Unidade: %
Método: ASTM 3238
C∙ADJUVANTE MINERAL: 2,5 (max)

Enxofre Total

Unidade: %
Método: ASTM – 1552
C∙ADJUVANTE MINERAL: 0,15 (max)

Acidez Total

Unidade: mg KOH/g
Método: ASTM D 974
C∙ADJUVANTE MINERAL: 0,05 (max)

Os valores apresentados não constituem as especificações do produto, os mesmos são dados típicos representativos de produção.

Instruções de uso

Preparação da calda

1 – Completar 3/4 da capacidade do reservatório do pulverizador com água.

2 – Ligar o sistema de agitação do pulverizador e adicionar o agroquímico.

3 – Adicionar C∙ADJUVANTE MINERAL mantendo a agitação da calda.

4 – Completar o reservatório com água.

Restrições de uso

Adjuvante sem exigência de registro na forma da lei 7802 de 11 de Junho de 1989, conforme Ato 104 de 20 de Novembro de 2017 – CGAA-DFIA-SDA do MAPA.

Compatibilidade

C∙ADJUVANTE MINERAL é compatível com a maioria dos produtos para proteção de cultivos registrados com formulações líquidas, tanto solúveis como emulsionáveis.
Para uso com pó molháveis, se recomenda um ensaio de compatibilidade.

Recomendações de uso

• Para aplicações terrestres, utilizar na dosagem de 1% v/v (1L para 100 L de água) ou segundo recomendação técnica.
• Para aplicações aéreas, utilizar 1,5 a 2,0 L por hectare, ou segundo recomendação técnica.
• Realizar as aplicações preferencialmente nos horários mais frescos do dia evitando ventos acima de 10 km/hora, não aplicando quando em temperatura superior a 30ºC e umidade relativa do ar inferior a 50%, visando reduzir ao mínimo perdas por deriva e evaporação.

Equipamentos de pulverização

Pode ser aplicado com qualquer tipo de equipamento de pulverização operando com bom sistema de agitação.

Fitotoxidade

O produto não causa fitotoxidade nas culturas se utilizado de acordo com recomendação do agroquímico.
Concentrações maiores podem causar fitotoxidade, assim como aplicações nas horas mais quentes do dia e com alta insolação.

Entre em contato

 

 

ATENÇÃO

Você está no site Agriconnection.
O conteúdo deste site é destinado a agricultores
e demais profissionais do setor agrícola.

 

ESTOU CIENTE E SOU DO SETOR AGRÍCOLA